30/09/2015

Richard Dolan em Portugal: o fenómeno OVNI e as suas implicações

Palestra “Documentos Ovni e Segurança Nacional; Programa Espacial Secreto; Uma Sociedade Avançada”. Neste evento serão abordados temas como a gestão de documentos ovni e suas implicações para a segurança nacional/mundial, o programa espacial que lida directamente com os ovni e ainda a evolução da sociedade no pós-disclosure.

Porto: 14 de Outubro 2015, 18h - Edifício Hoechst
Lisboa: 15 de Outubro 2015, 21h - FNAC Vasco da Gama 


25/07/2015

Steven Greer em Lisboa | Palestra 3 de Setembro



O Dr. Steven Greer virá pela primeira vez a Portugal em Setembro de 2015, e realizará uma palestra no dia 3, no auditório do ISCTE, em Lisboa.

Será um momento de revelações sem precedentes sobre iniciativas de contacto na Europa e dossiers informativos, incluindo:

- Briefings para as famílias reais europeias e funcionários do Governo do Reino Unido, Mónaco e Liechtenstein

- Iniciativas do Ministro da Defesa francês senior e dos serviços de Inteligência para contacto CE-5 em França, e documentos do governo francês nunca vistos anteriormente: os mais importantes documentos existentes sobre OVNIs.

- O evento de contacto CE-5 em França, com uma nave extraterrestre confirmada no radar a mais de 200.000 quilómetros por hora, e uma outra parcialmente materializada.

- O futuro do movimento "Disclosure" e das iniciativas de Contacto na Europa e no mundo, e como cada um de nós pode desempenhar um papel-chave no início de uma nova civilização na Terra.

STEVEN M. GREER, MD
É mundialmente conhecido por ser o fundador do “Disclosure Project”, do “CSETI” (Centro de Estudos da Inteligência Extraterrestre), do “Orion Project”, do "SIRIUS", do centro de pesquisa STAR, bem como da "CE-5 Initiative": Iniciativa de Contacto Humano com Inteligência Extraterrestre. 

Em Maio de 2001 presidiu o evento “Disclosure” no National Press Club, onde mais de 20 testemunhas do exército, do governo, da segurança, e multinacionais, prestaram depoimento sobre a existência e visita ao nosso planeta de formas de vida extraterrestre, e sobre a engenharia dos sistemas de energia e propulsão das suas naves.

Ao longo dos anos o Dr. Greer tem sido ouvido por milhões de pessoas em todo o mundo através da CBS, BBC, Discovery Channel, Canal História, da série Ancient Aliens, do filme Thrive, e de agências noticiosas.

Ensina grupos em todo o mundo a estabelecerem contacto pacífico com civilizações extraterrestres, e irá partilhar essas experiências.

*          *          *          *          *          *
3 de Setembeo de 2015, das 19h às 21h
Local: ISCTE - Av: das Forças Armadas (Entrecampos), Lisboa
Preço: 40 Euros no dia e local da palestra | ou 41 USD inscrição online

Facebook: https://www.facebook.com/events/1438593123126647/
Eventful: http://eventful.com/lisbon/events/divulgao-contacto-extraterrestre-uma-nova-viso-para-/E0-001-085908309-7

14/07/2015

Os Animais NÃO São Alimentos


QUANDO OLHO NOS OLHOS DE UM ANIMAL, EU NÃO VEJO UM ANIMAL. 
EU VEJO UM SER VIVO. 
EU VEJO UM AMIGO. 
EU SINTO UMA ALMA.

Os animais não são comida, são seres não-humanos que vieram partilhar este habitat connosco.

Todos devem ser amados, respeitados e preservados. A distinção que criamos entre os seres que se comem e os que se amam, na verdade não existe e é cruel. É uma limitação criada na nossa mente e no nosso meio cultural.

Os animais desempenham um papel muito importante na evolução do planeta e da humanidade. Existe uma consciência superior que une todas as coisas viventes, uma delicada interligação que envolve toda a vida do planeta.

Os animais são sencientes, ou seja, sentem amor, alegria, dor, sofrimento, têm as mesmas reações neurofisiológicas que os seres humanos e também têm consciência. 

Todavia, não têm voz e por isso a nossa missão é protegê-los. 

Sentir compaixão pelos animais contribui para alcançarmos a paz global de forma duradoura. 

Aliviar a dor e o sofrimento dos animais que foram abusados ou negligenciados, e ajudá-los a terem vidas mais felizes e alegres é a grande dádiva que lhes podemos oferecer.

16/06/2015

O Dinheiro é Uma Energia Criativa

O dinheiro é uma energia, tanto material como espiritual, no sentido em que é uma energia de troca, de dar e receber, de criação e manifestação.

Lamentavelmente, é comum associar-se o dinheiro a abuso de poder e falta de integridade.

Mas na verdade o dinheiro é apenas uma convenção à qual atribuímos um determinado valor negocial, e em si mesmo não é moralmente qualificável.

O que poderá ser qualificável é o carácter de quem o utiliza.

Há pessoas com dinheiro que são destrutivas para a humanidade e há outras que com ele mudam o mundo para melhor (o exemplo da Madre Teresa, que foi a mulher que mais dinheiro geriu na história da humanidade).

Há um grande tabu à volta do dinheiro.

Uma das coisas que tenho observado é que apesar de todos querermos mais riqueza, ao nível do subconsciente muitas pessoas não se sentem confortáveis em tê-la.

Isso pode levá-las a desbaratar tudo o que têm para deixarem de sentir o desconforto de terem tanto (por comparação a biliões que nada têm).

Foi feito um estudo nos Estados Unidos que consistiu em procurar todos os vencedores de lotaria dos últimos 40 anos e ver quantos se mantiveram ricos nos 10 anos seguintes. A percentagem apurada foi de 1%. Isto diz muito. As pessoas simplesmente desbarataram as suas fortunas...

Para manter a sua riqueza precisa saber geri-la com integridade e, muito importante, aceitar que a merece!

A riqueza que existe é suficiente para todos. 

Cada um de nós apenas tem que reclamar a sua parte e ensinar outras pessoas a fazerem o mesmo.

Isso faz a abundância circular para toda a gente!

15/05/2015

22/12/2014

Os meus votos



Nesta quadra desejo que entre em conexão consigo, que sinta amor por si, e a partir desse amor perceba a presença da sua centelha divina. Essa é a presença Crística em cada um de nós.

E a partir dessa conexão, que irradie para o mundo à sua volta a sua compaixão e compreensão, que estenda o amor a todos os seres vivos - humanos e não humanos - qualquer que seja a sua nação, qualquer que seja a forma como escolheram estar presentes neste planeta. E que nesse amor envolva também a mãe Terra que nos acolhe, e a quem tudo devemos. E que depois o expanda para além dela, para todos os planetas e civilizações irmãs por esse universo fora... E que sinta, na mais pura essência do seu ser que todos somos manifestações de uma inteligência superior, indecifrável, onde nos unimos e que nos torna apenas UM.

Desejo que 2015, ano da abundância, lhe traga toda a força e coragem para seguir os seus sonhos, sair dos seus medos, assumir o seu poder pessoal, criar a sua vida com integridade, caminhando pelo coração, de forma autónoma, sem dependências, sem se sabotar, sem permitir interferências externas sobre si, a sua vontade a sua vida, buscando sempre a verdade.

SEJA O QUE É E O QUE VEIO PARA SER!
DE NADA SERVE A SUA LUZ SE NÃO A MOSTRAR AO MUNDO.

Feliz Natal!
Namaste!

25/11/2014

Embuste cósmico: alerta aos cidadãos - por Steven Greer

Imagine isto. Estamos no verão de 2001, e alguém apresenta um roteiro para um filme ou um livro que conta o desenrolar de uma conspiração terrorista diabólica em que ambas as torres do World Trade Center e parte do Pentágono são destruídos por aviões comerciais, sequestrados e direcionados para essas estruturas.

Naturalmente você iria rir-se, e se fosse um produtor ou um editor talvez o rejeitasse por ser ridículo e implausível, mesmo para um livro ou filme de ficção. Afinal, como poderia um avião comercial que estava a ser controlado no radar – após outros dois aviões já terem atingido as torres do World Trade – passar através das nossas defesas aéreas, no espaço aéreo mais sensível do mundo, em plena luz do dia, num dia claro como cristal, e embater no Pentágono! E isto num país que gasta mais de 1 bilião de dólares por dia para se defender! Absurdo, ilógico – ninguém iria engoli-lo!

Infelizmente alguns de nós vimos esses scripts – e de coisas muito piores por vir – e não estamos a rir.

Um dos poucos vislumbres nestas tragédias recentes é que talvez – apenas talvez – as pessoas levem a sério, por mais inverosímil que pareça no início, a perspectiva da existência de uma entidade obscura, para-governamental e transnacional, que manteve o segredo sobre os OVNI e está a planear um embuste e uma tragédia que irão superar os acontecimentos do 11/9.

O testemunho de centenas de pessoas do governo, do aparelho militar e das corporações, estabeleceu isto: que os OVNIs são reais, que alguns são construídos por projetos do governo sombra e alguns são de civilizações extraterrestres, e que um grupo tem mantido este segredo para que a tecnologia por detrás dos OVNI possa ser retida – até à hora certa. Esta tecnologia pode substituir – e eventualmente substituirá – a necessidade de petróleo, gás, carvão, ionizantes nucleares e outros sistemas de energia centralizada e altamente destrutiva.

Esta indústria de 5 triliões de dólares – energia e transporte – na verdade é altamente centralizada, monitorizada e lucrativa. É ela que alimenta todo o mundo industrializado. É a mãe de todos os interesses. Não se trata de dinheiro da forma como poderíamos pensar, mas sim de poder geo-político – um poder muito centralizado no qual assenta a ordem atual do mundo. O mundo é mantido num estado enervante de guerras, infinita pobreza para a maioria dos habitantes da terra, e ruína ambiental global, apenas para sustentar esta diabólica ordem mundial.

Tão imenso que este jogo é, e ainda assim há um maior: o controlo através do medo. Como Wernher von Braun referiu à Drª. Carol Rosin, sua porta-voz nos últimos 4 anos de vida, uma máquina doentia – complexo militar, industrial, serviços secretos, laboratórios – iria da ameaça da guerra fria, das nações párias e do terrorismo global (fase em que nos encontramos hoje), para o derradeiro trunfo: a fraude de uma ameaça vinda do espaço.

Para eventualmente justificar gastar triliões de dólares em armamento do espaço, o público iria ser enganado sobre uma ameaça do espaço, unindo assim o mundo através do medo, no militarismo e na guerra.

Este script foi-me revelado, no mínimo por uma dúzia de insiders bem colocados, desde 1992. Claro, inicialmente ri-me, pensando que era muito absurdo e rebuscado. A Drª Rosin deu o seu testemunho ao “Disclosure Project” antes de 9/11. No entanto, outros disseram-me explicitamente que objectos que pareciam OVNIs, mas que eram construídos sob controlo dos misteriosos projetos 'negros', estavam a ser usados para simular a farsa de acontecimentos ET, incluindo algumas abduções e mutilações de gado, de forma a semear o início do medo cultural em relação à vida no espaço sideral. E que em algum momento depois do terrorismo global, se desenrolariam os acontecimentos que iriam utilizar os agora revelados Alien Reproduction Vehicles (ARV, ou OVNIs de engenharia invertida, construídas por seres humanos após estudo de naves ET verdadeiras [veja o livro "Disclosure" do autor]), no cenário fraudulento de um ataque à Terra.

Como no filme "Independence Day", iria desenrolar-se uma tentativa de unir o mundo através do militarismo usando os ET como o novo bode expiatório cósmico (tal como com os judeus durante o terceiro Reich).

Nada disto é novo para mim ou para outros insiders. O relatório da Iron Mountain, NY, escrito na década de 1960, descreveu a necessidade de demonizar a vida no espaço, para que pudéssemos ter um novo inimigo. Um inimigo fora do planeta que poderia unir os seres humanos (no medo e na guerra) e que viria a ser o adereço final para o complexo industrial militar de triliões de dólares, sobre o qual o presidente republicano conservador, general Eisenhower, nos advertiu em 1961 (e que ninguém ouviu nessa altura... também).

Então, aqui está o script após o 11/9 – um script que poderá ser encenado, a menos que um número suficiente de pessoas seja informado e o plano possa ser frustrado, pois eles serão incapazes de enganar um número elevado de cidadãos e líderes:

Depois de um período de terrorismo – um período durante o qual a detonação de bombas nucleares será uma ameaça possivelmente ativada, justificando, assim, expandir a militarização para o espaço – um esforço será redobrado para apresentar ao público informações sobre uma ameaça do espaço sideral. Não apenas asteróides a atingir a Terra, mas outras ameaças. Uma ameaça extraterrestre.

Durante os últimos 40 anos a ufologia, como é chamada, combinada com uma máquina de poderosos meios de comunicação, tem vindo cada vez mais a demonizar os ETs através de filmes temíveis como "Independence Day" e também com pseudo-ciência que apresenta abduções e abuso alienígenas como factos da vida moderna (em alguns círculos). Que alguns seres humanos tiveram contacto com ETs, não tenho dúvidas. Que o verdadeiro contacto ET foi incluído num oceano de relatos fraudulentos, tenho certeza.

Ou seja, os verdadeiros eventos ET raramente são relatados ao público. A máquina assegura que os relatos mistificados, assustadores e intrinsecamente xenófobos sejam vistos e lidos por milhões de pessoas. Este condicionamento mental para temer os ET foi subtilmente reforçado durante décadas, como preparação para futuros embustes. Embustes que irão fazer o 11/9 parecer trivial.

Escrevo isto agora porque fui recentemente contactado por várias fontes dos media e da segurança, altamente colocadas, que tornaram claro que estão iminentes eventos e artigos deturpados que irão tentar acelerar a máquina do medo em relação aos OVNIs e ETs. Afinal de contas, para ter um inimigo é preciso levar as pessoas a odiarem e a temerem alguém, um grupo de pessoas ou, neste caso, uma categoria inteira de seres.

Para ser claro: os programas secretos maníacos que controlam o sigilo sobre OVNIs, ARVs e tecnologias relacionadas - incluindo aquelas tecnologias que podem simular eventos ET, raptos ET e afins – planeiam atacar o “Disclosure”, atiçar o fogo do medo, e implementar acontecimentos que irão eventualmente apresentar os ETs como o novo inimigo. Não se iluda.

Estes disparates, que já são o material de inúmeros livros, vídeos, filmes, documentários e afins, tentarão adulterar os factos, provas e testemunhas em primeira mão em posse do Disclosure Project, e entregar ao mundo a mentira cósmica que falsamente retrata os ETs como uma ameaça vinda do espaço. Não se deixe iludir.

Misturando factos com ficção e falsificando eventos UFO que podem parecer horrível, o plano é eventualmente criar um inimigo novo, sustentável, fora do planeta. E quem vai ser o mais sábio?

Você. Porque agora você sabe que depois de 60 anos, com triliões de dólares e as melhores mentes científicas postas em acção, um grupo secreto, na sombra – um governo dentro do governo e, ao mesmo tempo, totalmente fora do governo da forma como o conhecemos – domina as tecnologias, a arte do engano e a capacidade de lançar um ataque na Terra aparentando ter sido obra dos ETs. Em 1997, eu trouxe um homem a Washington para uma reunião informativa com os membros do Congresso e outros sobre este plano. Toda a nossa equipa de então conheceu este homem. Ele tinha estado presente em sessões que planeavam o momento em que os ARVs – construídos pela Lockheed, Northrup e outras, e alojados em locais secretos por todo o mundo – seriam utilizados para simular um ataque a determinados activos, levando líderes e cidadãos a acreditarem existir uma ameaça vinda do espaço, quando na verdade não existia nenhuma. (Antes que ele pudesse testemunhar, os seus assessores levaram-no para um local secreto na Virginia até a reunião terminar.) Soa-lhe familiar? Wernher von Braun avisou-nos de tal embuste como sendo o pretexto para fazer guerra no espaço. E muitos outros têm alertado para o mesmo.

O armamento no espaço já existe – é parte de um programa espacial paralelo e secreto que está em funcionamento desde a década de 1960. Os ARVs estão construídos e prontos para agir (consulte no livro "Disclosure" o capítulo com o depoimento de Mark McCandlish, e outros). As tecnologias espaciais de ilusão holográfica estão a postos, testadas e prontas a disparar. E os grandes media são um joguete, a fazer ditados pela mão direita do rei.

Eu sei que tudo isto soa como ficção científica. Absurdo. Impossível. Como o 11/9 teria soado antes de 11/9. Mas o impensável aconteceu e pode acontecer de novo, se não estivermos atentos.

Combine tudo isso com a actual atmosfera de medo e de manipulação, e há um risco real de suspender o nosso julgamento colectivo e a nossa Constituição.

Mas atente nisto: se houvesse uma ameaça do espaço sideral, nós teríamos sabido dela assim que os seres humanos começaram a explodir armas nucleares e a ir para o espaço em viagens tripuladas. O facto de ainda estarmos a respirar o ar livre da Terra, tendo em conta as acções galacticamente estúpidas e irresponsáveis de um grupo ilegal e secreto, fora de controlo, testemunha sobejamente a contenção e intenções pacíficas destes visitantes. A ameaça é inteiramente humana. E somos nós quem deve enfrentar esta ameaça, controlá-la e transformar a actual situação de guerra, destruição e manipulação secreta, para uma de verdadeira divulgação e para uma era de paz sustentada.

A guerra no espaço, para substituir a guerra na Terra, não é evolução mas loucura cósmica. Um mundo assim, unido pelo medo, é pior do que um mundo dividido pela ignorância. Agora é o momento para o grande salto rumo ao futuro, um salto que nos move do medo e ignorância para uma época ininterrupta de paz universal. Saibam que este é o nosso destino. E será nosso, assim que o escolhermos.

Artigo original aqui.

27/10/2014

Mais um livro de Gregg Braden

"A partir do momento em que respiramos pela primeira vez, somos imbuídos da maior força do universo - o poder de manifestar na nossa realidade as possibilidades criadas pela nossa mente. No entanto, para despertarmos totalmente para o nosso poder é necessária uma mudança subtil na forma como pensamos sobre nós próprios e sobre a vida, uma mudança de crenças.

Da mesma forma que o som cria ondas visíveis quando atravessa uma gota de água, as ondas criadas pela vibração das nossas crenças viajam através do tecido quântico do universo e tornam-se os nossos corpos, a escassez ou a abundância, a cura ou a doença, a paz ou o sofrimento que experimentamos na vida. E da mesma maneira que podemos procurar afinar um som de forma a afectar os seus padrões, podemos igualmente afinar as nossas crenças de forma a preservar ou destruir tudo aquilo que prezamos, incluindo a própria vida.

Num mundo maleável onde tudo muda (dos átomos às células) para se adaptar às nossas crenças, estamos limitados apenas pela forma como pensamos sobre nós próprios nesse mundo.

Este livro é dedicado à nossa aceitação desse incrível poder e à nossa certeza de que todo o amor, a cura e os milagres mais profundos estão apenas à distância de uma mudança de crenças." 

("The Spontaneous Healing of Belief: Shattering the Paradigm of False Limits", de Gregg Braden)

24/08/2014

O FDA admite que a carne de frango contém arsénico

Depois de anos a varrer o problema para debaixo do tapete na esperança que ninguém notasse, o FDA vem agora finalmente admitir que a carne de frango vendida nos EUA contém arsénico, um produto químico tóxico que causa cancro que é fatal em doses elevadas. 

Mas a verdadeira história é de onde este arsénico vem: é adicionado à ração dos frangos de propósito! 

Pior ainda, o FDA diz que a sua própria pesquisa mostra que o arsénico adicionado à ração para frangos fica na carne dos frangos, que é consumida por seres humanos. Assim, nos últimos 60 anos, os consumidores americanos que comem frango convencional têm estado a ingerir arsénico, uma substância química que se sabe causa cancro. (http://www.phillyburbs.com/news/loc...) 

Até ter sido feito este novo estudo, tanto a indústria de aves como o FDA negavam que o arsénico consumido pelos frangos permanecia na sua carne. A explicação de conto de fadas com que todos nós fomos enganados durante 60 anos, é a de que "o arsénico é expelido nas fezes do frango". Não há base científica para provar essa afirmação... isto é exatamente o que a indústria avícola queria que todos acreditassem. 

Mas agora a evidência é tão inegável que o fabricante de rações para frangos, conhecido como Roxarsone, decidiu retirar o produto das prateleiras (http://www.grist.org/food-safety/20...). E qual é o nome deste fabricante que tem vindo a introduzir arsénico na alimentação dos frangos durante todos estes anos? Pfizer, é claro - a mesma empresa que fabrica as vacinas contendo adjuvantes químicos que são injetados nas crianças.

Tecnicamente, a empresa que produz as rações Roxarsone é uma subsidiária da Pfizer, chamada Alpharma LLC. Embora a Alpharma tenha agora concordado em retirar a alimentação com essa substância tóxica das prateleiras nos Estados Unidos, a empresa afirma que não irá necessariamente eliminá-la dos produtos alimentares vendidos noutros países, a menos que seja forçada a isso pelos reguladores locais.

Tal como foi reportado pela AP: "Scott Brown, da divisão de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicina Veterinária para a Saúde Animal da Pfizer, confirma que a empresa também vende a substância em cerca de uma dúzia de outros países. Ele disse que a Pfizer está a alcançar as autoridades reguladoras nesses países e decidirá se irá vendê-la numa base individual. "(Http://www.usatoday.com/money/indus...) 

Mas, mesmo com o produto contendo arsénico fora das prateleiras, o FDA continua a sua campanha de negação, afirmando que a presença dessa substância na carne dos frangos está a um nível tão baixo que ainda é seguro comê-la. Em simultâneo o mesmo FDA confirma que o arsénico é uma substância cancerígena, o que significa que aumenta o risco de cancro.

O National Chicken Council concorda com o FDA. Num comunicado emitido em resposta à notícia de que o Roxarsone seria retirada das prateleiras, declarou: "É seguro comer carne de frango", mesmo embora admita que o arsénico é utilizado na criação de rebanhos e vendido na carne de frango nos Estados Unidos. 

O que há de surpreendente nisto tudo é que o FDA diz aos consumidores que é seguro comer arsénico causador de cancro, mas que é perigoso beber sumo de sabugueiro! O FDA realizou recentemente um ataque armado a um produtor de sumo de sabugueiro, acusando-o do "crime" de vender "drogas não aprovadas". (Http://www.naturalnews.com/032631_e...) E que drogas são essas? O sumo de sabugueiro, explica o FDA. 

O sumo de sabugueiro magicamente transforma-se numa "droga" se for dito às pessoas como utilizá-lo para manter uma boa saúde...

A FDA também tem perseguido dezenas de outras empresas que vendem produtos naturais à base de plantas ou produtos nutricionais, que melhoram e fortalecem a saúde. Além disso, também está a travar uma guerra contra o leite natural [não industrializado], dizendo que é perigoso. Então na América, agora temos uma agência reguladora de alimentos e medicamentos que diz que é seguro comer arsénico, mas perigoso beber sumo de sabugueiro ou leite natural. 

Por outras palavras, coma mais veneno mas não consuma quaisquer alimentos curativos. Isto é o FDA, matando os americanos a cada refeição, ao mesmo tempo que protege os lucros das próprias empresas que nos envenenam com os seus ingredientes mortais. 

Ah, a propósito, aqui está um outro pequeno facto perturbador sobre hambúrgueres e carne convencional, que vocês provavelmente não sabem: os excrementos dos frangos contendo arsénico são dados a comer ao gado nas indústrias de abate e corte. Assim, o arsénico expelido nos excrementos dos frangos é consumido e concentrado nos tecidos das vacas, que depois são moídos em hambúrguer para consumo das massas ingénuas, que não têm a mínima noção de que estão a comer caca de frango em segunda mão. (http://www.naturalnews.com/027414_c...) 

Direitos de autor Intellhub e World Truth TV 2013
Texto original: https://www.minds.com/blog/view/248173902813990912/fda-finally-admits-chicken-meat-contains-cancer-causing-arsenic

NOTA IMPORTANTE: ISTO NÃO SE PASSA APENAS NOS ESTADOS UNIDOS!

23/08/2014

Cancro: As curas proibidas

Absolutamente a não perder este documentário. Uma visão factual e consistente sobre os interesses dos lobbies farmacêuticos e a ocultação de tratamentos eficazes. 

Tal como o Prémio Nobel da Medicina Richard J. Roberts denunciou: “As farmacêuticas bloqueiam os medicamentos que curam porque não são rentáveis”.

27/02/2014

Seminários de Cura Reconectiva em Lisboa | Setembro 2014


Decorrerão de 26 a 30 de Setembro de 2014, os seminários de Cura Reconectiva da The Reconnection, ministrados pelo Dr. Eric Pearl. Tal como no ano passado, o local será em Lisboa, no Centro de Congressos de Lisboa, na Praça das Indústrias.

Este ano o programa dos seminários sofreu uma alteração de forma a dotar os participantes de um conhecimento mais amplo, sobretudo aqueles que pretendam desenvolver profissionalmente esta actividade.

26 | Palestra: A Essência da Cura

26-28 | Nível I: Seminário Fundamentos da Cura Reconectiva 
O Nível I é uma introdução a como incorporar as frequências da Cura Reconectiva com consciência. Neste seminário vai aprender a conectar-se, sentir, acompanhar, interagir e utilizar estas frequências para se reconectar com a sua verdadeira essência e o seu verdadeiro potencial.

29-30 | Nível II: Programa Avançado de Praticante de Cura Reconectiva 
O Nível II enfatiza o domínio deste trabalho e como poderá tornar-se um Praticante Avançado de Cura Reconectiva. À medida que for conduzido através da prática avançada, a sua experiência vai-se tornando muito mais abrangente.

26-30 | Combo package: Palestra + Nível I + Nível II
Opção combinada de todos os eventos

Mais informações: